Fale conosco

O que vc está procurando?

Colunas

‘OMG!’ Meu primeiro encontro

omgtop

Hey Fevers! Antes de tudo (como sempre) preciso realmente agradecer  ao carinho de todos com a coluna. Estou com a vida mega corrida, mas é impossível deixar de conversar com vocês todas as semanas e de alguma maneira retribuir tudo isso.

Hoje, a coluna entra em um lado mais intimista e te convida para uma pergunta: Você espera demais?

Quero que você imagine isso em uma situação de ‘primeiro encontro’ ou ‘primeiro amor’. Ambos nervosos, expectativas altas, grandes apostas e no fim… a frustração.
É muito comum ouvir pessoas dizendo que esperavam mais. Sempre essas duas palavrinhas, repetidas exaustivamente.

Ok, mas o que você esperava? Já parou um momento para pensar e se fazer esse questionamento? Será que talvez ao esperar muito de alguma coisa (ou de alguém), nós meio que estramos em outra dimensão onde criamos uma situação perfeita?

É claro que ao esperarmos algo por muito tempo, é inevitável criar uma expectativa em cima disso. Mas acho que antes de mergulharmos em pensamento sobre como isso poderia ser, devemos pensar que:

a) nem tudo é como queremos.
b) a perfeição não existe.
c) é impossível planejar um relacionamento sozinho.

Afinal de contas, um relacionamento sempre envolve duas (ou mais) pessoas, certo?

Eu acho sinceramente, que acima de tudo, uma relação com alguém requer honestidade. Não tente ser outra pessoa! Se alguém se interessou por você, com certeza esta pessoa se apaixonou por suas particularidades. Aquilo que só você tem, e que nunca conseguirá mostrar claramente se interpretar um personagem.

Entendem onde eu quero chegar?

É claro que você pode pirar muito com as grandes histórias de amor que a Taylor Swift escreve, ou se imaginar em um clipe da Demi Lovato ou do One Direction, ou de qualquer um desses artistas que nunca saem dos nossos ipods – e das paradas.

Aliás, é bem legal ‘pegar umas dicas’ em entrevistas e até nas próprias canções que eles escrevem, afinal, se eles escreveram isso, é porque provavelmente já passaram por tal situação.Se você leu isso até o fim, com certeza você é um tipo ‘romântico incurável’ e com toda a certeza planeja que muitas coisas sejam parecidas ou iguais as grandes histórias que ouvimos todos os dias.

Só nunca deixe de ser você. Nunca tenha vergonha do que você ama, do que você gosta de ouvir ou fazer.  Acredite sempre eu seus princípios, antes que de qualquer outra coisa. Seja sempre honesto com você mesmo. ‘Todos são perfeitos de formas diferentes’ e com toda a certeza, alguém, algum dia, irá se apaixonar por cada qualidade (e defeito) que só você tem. Ah, e também nunca esqueça seus amigos. São eles que sempre estão lá por você, independente do rumo que sua relação possa tomar.

Se rolar beijo…

                                                  calma, isso é assunto pra outra coluna… :3

Até semana que vem.