Fale conosco

O que vc está procurando?

Destaque

Fifth Harmony x Little Mix: Qual o melhor girlgroup da atualidade?

Quando duas bandas ou duas cantoras se destacam, automaticamente se cria uma rivalidade, seja pela mídia ou pelos fãs. E não importa se as duas pessoas sejam amigas, os fãs sempre criam uma guerra. Por exemplo: Demi Lovato e Selena Gomez. Independente da amizade não ser a mesma coisa de antes (ou não, já que nós não estamos ao lado delas 24 horas por dia), é fácil encontrar alguma “alfinetada” de algum fã da Selena em uma notícia da Demi e vice-versa. Miley x Demi, Taylor x Selena… E é assim quando se trata de Fifth Harmony e Little Mix.

Little Mix surgiu na temporada de 2011 do programa The X Factor UK, já Fifth Harmony surgiu na temporada 2012 da versão americana do programa. Little Mix consegue um destaque bem maior na Europa, Fifth Harmony vem conquistando cada vez mais o público nos EUA e América Latina. Os dois girlgroups foram convidados para abrirem os shows da turnê da Demi Lovato. Diferente do que muitos pensavam, o público foi bem receptivo para OS DOIS grupos.

Little-Mix-image-little-mix-36812616-640-640

Muito se fala no curto período de girlgroups. Exceto Spice Girls, Girls Aloud, Destiny’s Child e Pussycat Dolls, não tivemos grandes girlgroups recentes. Hoje, temos a sorte de ter dois grupos ao mesmo tempo. Antes, conquistar o público feminino com um grupo de garotas era um pouco mais difícil, algo que pode contribuir para o sucesso de qualquer grupo de garotas hoje, é o surgimento na “Geração Beyoncé”.

“Que que a Beyoncé tem com isso?” você se pergunta. Muita coisa! Beyoncé (que saiu de um girlgroup, Destiny’s Child) recuperou algo -ou pelo menos trouxe diretamente pra música- que há muito estava perdido: Se valorizar como mulher, poder falar o que sente e pensa, vestir o que quiser, saber que suas imperfeições fazem de você quem você é, e que seja você uma garota que chega da escola e vai direto pro Tumblr ou com algum cargo importante na sociedade, você tem valor. Além de Beyoncé, Fifth Harmony e Little Mix pregam isso muito bem, seja como pessoa por posts nas redes sociais ou como grupo em suas músicas e postura no palco e entrevistas.

Outro ponto positivo: por mais que cada uma delas seja extremamente talentosa em seus respectivos grupos, unidas elas são bem mais fortes. Cada uma, tanto no 5H quanto no LM é responsável por uma carga de personalidade no grupo, é por isso que nós conseguimos nos identificar com alguém em específico nesses casos. Não há alguma integrante esquecida em seus grupos, o talento de cada uma é somado no final. Se por um acaso, alguém sair do grupo, seria arriscado principalmente no ponto de vista do mercado, já que uma cantora teen sozinha hoje, teria que bater de frente em vendas com nomes bem mais famosos como Demi Lovato, Selena Gomez, Miley Cyrus, Taylor Swift entre outros que já estão no mercado há mais tempo, como Rihanna, Katy Perry, Beyoncé…

Little-Mix-MAIN

Little Mix tem a vantagem de ter ganhado o The X Factor UK e surgir em um país que é bem mais receptivo a girlgroups (no quesito investimento/vendas/turnê). Obviamente, o dinheiro que investiram nelas foi grande. As produções musicais são mais trabalhadas, e os clipes mais produzidos. O apoio das Mixers elas sempre tiveram, e investimento por parte da gravadora, também.

5H

Fifth Harmony foi um tiro no escuro, ficaram no terceiro lugar do programa. Mesmo com uma boa aceitação do público, a gravadora não sabia se era o suficiente para um investimento. Foi lançado um EP para testar até onde Fifth Harmony iria, e se hoje as meninas tem um VMA, indicação para o EMA, e um álbum agendado para o fim do ano, pode colocar TUDO na conta dos Harmonizers que carregam as 5 no colo se necessário.

Se fosse um grupo de rapazes, a aceitação nem seria questionada. Rapazes, sendo bons ou não, em um palco, provavelmente juntaria uma legião de meninas na plateia. Mas e quando são garotas, enxergamos com os mesmo olhos? A maior boyband da atualidade (e uma das maiores de todos os tempos), faz uma turnê em estádios. Quando um grupo feminino vai conseguir fazer isso se o público continuar com o pensamento de colocar uma competição onde não existe? Qual a necessidade de formar ‘fã base inimigas’ se os dois grupos procuram a mesma coisa e tem a capacidade de alcançar isso ao mesmo tempo sem se ofuscarem?

A questão principal não é escolher entre um grupo e outro ou qual é o melhor grupo, e sim: Por que eu tenho que escolher? Por que não posso gostar dos dois? Ok, a gente entende que o gosto pode variar de uma pessoa para outra e é SUPER NORMAL ter seu grupo preferido, mas o respeito é algo que deveria ser universal, e se você quer que seu ídolo seja respeitado, o primeiro passo é respeitar o do outro.

Fifth Harmony e Little Mix são um combustível a mais em um mundo que as mulheres buscam cada vez mais espaço.

Ah… entre Fifth Harmony e Little Mix na equipe do FebreTeen, fica empatado. 😀

PS.: Lembrando que Fifth Harmony vem ao Brasil para o Z Festival e nós temos ingressos. Quer saber como ganhar? Vem aqui.