Fale conosco

O que vc está procurando?

Música

Taylor Swift defende novos artistas em carta aberta à Apple

Taylor Swift explicou o porquê de seu recente álbum, “1989”, não estrear no catálogo do novo serviço de streaming da Apple, que será lançado no dia 30 de junho. Em seu Tumblr, a cantora escreveu uma carta aberta à marca, que foi entendida por muitos como uma crítica.

A marca já fechou parcerias com grandes gravadoras e artistas para a novidade, porém, um representante da gravadora de Taylor confirmou que apenas o catálogo anterior da cantora, ou seja, do “Taylor Swift” ao “Red, estará disponível no serviço. A cantora elogiou a marca, dizendo que a Apple “foi e continua sendo uma das melhores parceiras em vender música e criar formas de conectar com os fãs”, porém, levantou os pontos negativos. “Tenho certeza que vocês já sabem que a Apple Music estará oferecendo três meses gratuitos pra qualquer pessoa que assinar o serviço. Não tenho certeza se vocês sabem que a Apple Music não estará pagando os compositores, produtores, ou artistas por esses três meses. Eu fiquei surpresa, desapontada e achei algo completamente diferente dessa empresa historicamente progressiva e generosa” explicou. 

taylor-swift-1989-deluxe-album-cover

Swift defendeu os artistas iniciantes. “Isso não é sobre mim. Sou muito grata por estar no meu quinto álbum e poder sustentar a mim mesma, minha banda, minha equipe e todo meu time de gestão fazendo shows. Isso é sobre o novo artista ou banda que acaba de lançar seu primeiro single e não será pago pelo seu sucesso. Isso é sobre o jovem compositor que acaba de receber seu primeiro pagamento e pensava que os royalties o ajudariam a sair das dívidas. Isso é sobre o produtor que trabalha incansavelmente para inovar e criar, assim como os inovadores e criadores da Apple são pioneiros em seu campo… mas não serão pagos por um quarto do valor de suas execuções em um ano”. 

A cantora, porém, não descartou a possibilidade de se juntar ao serviço em breve. “Três meses é um bom período para não se receber nada e acho injusto pedir que qualquer pessoa trabalhe por nada. Eu digo isso com amor, reverência e admiração por tudo que a Apple já fez. Espero que em breve eu possa me juntar a eles em seu progresso em um modelo de streaming que pareça ser justo para aqueles que criam música. Acho que essa poderia ser a plataforma certa.”

Taylor ainda tem esperança de que a plataforma altere sua decisão. “Mas eu digo a Apple com todo o respeito, não é tarde para mudar essa política e mudar a mente daqueles da indústria musical que serão profundamente e gravemente afetados por isso. Nós não pedimos pra vocês iPhones de graça. Por favor, não nos peçam pra lhes provermos nossa música sem nenhuma compensação”, desabafou.

E aí, o que você achou da atitude da cantora? Não esqueça de deixar sua opinião logo abaixo, nos comentários.

Tradução: Taylor Swift Br