Fale conosco

O que vc está procurando?

Miley Cyrus

“Eles disseram ‘essa é a sua festa'” – Miley fala sobre o VMA, Nicki Minaj e mais para o New York Times

Hoje, dia 27 de agosto, o próprio New York Times divulgou a entrevista concedida à eles por Miley Cyrus. Nessa entrevista Miley fala sobre o Video Music  Awards 2015, sobre a polêmica entre Nicki Minaj e Taylor Swift sobre a indicação ao prêmio de Video Do Ano, e mais.

De acordo com a entrevista que a cantora concedeu ao site NYT,  ela está planejando um show “psicodélico” e “natural”, diferente de tudo que já foi visto em qualquer outro VMA.

“Eu não quero que esse VMAs seja como as edições anteriores”, revelou Miley, enquanto trabalhava em seu estúdio em casa, onde ela está gravando o que ela chama de “música da vanguarda” com Wayne Coyne. “Ano passado não havia sequer um anfitrião, então não havia energia”.

Confira abaixo parte da entrevista:

NY Times: O que você pensa quando se lembra do Video Music Awards 2013? (ocasião na qual Miley  gerou polêmica ao se apresentar com Robin Thicke)

Miley: “Tudo o que eu fiz foi verdadeiro pra mim no momento que eu fazia. Mesmo no meu programa de TV (Hannah Montana). Qundo eu comecei eu tinha 12 anos, e foi um sonho pra mim. Então essa era minha verdade.

Eu saindo daquele urso de pelúcia, para mim, não era apenas um urso de pelúcia. Meu pai sempre me explicou que você entra em sua felicidade. Isso é meio parecido com o que eu estava fazendo. Quando a barriga do urso se abriu, eu estava literalmente saindo – meu show acabou, e então eu realmente não trabalhei nos dois anos seguintes. Foi quando eu fiz a minha maior auto exploração. [A performance] foi um modo de dizer “Eu só vou fazer o que me fará feliz”. Naquele momento, isso era o que realmente me fazia feliz.

NY Times: Por que as pessoas pensam que foi tão chocante?

Miley: “…Comparado ao que eu faço agora, aquilo não foi nada. Eu não consigo aceitar que foi grande coisa…Mesmo pessoas ao meu redor realmente me julgaram. As pessoas que eu amava e achava que eram meus amigos me julgaram por isso. Eles estavam tipo ‘Você estava drogada quando fez aquela performance’. Eu não fiz nada!

NY Times: Qual foi sua relação com Robin Thicke depois disso?

Miley: “Eu realmente não conhecia ele muito antes e eu realmente não o conheço muito agora. Ele agiu como se não soubesse que isso ia acontecer. Você estava nos ensaios! Você sabia exatamente o que iria acontecer! E ele foi na verdade o único que aprovou minha roupa, então eu achei que foi realmente muito engraçado. Ele queria que eu ficasse nua o máximo possível. Minha parte – We Can’t Stop – foi tudo sobre mim. Mas quando chegou “Blurred Lines”, a performance foi dele”.

NY Times: Você se sente desafiadora sobre isso?

Miley: Eu continuo amando isso. Mas agora eu assisto isso, e vejo alguém que não sou eu agora.

NY Times: Quem era aquela garota?

Miley: “Eu sabia quem eu era e sabia o poder que tinha, mas eu acho que eu não tinha percebido meu poder total até o show. Não sabia que podia causar uma reação tão grande.”

NY Times: Você sente que perdeu o controle da sua própria narrativa?

Miley: “Sinto que esses momentos são de ‘apagão’. Me lembro de saber na noite anterior que seria a primeira vez que iria performar dessa maneiro. Mas não esperava que se tornasse o que se tornou.”

NY Times: Você estava preocupada que o VMA 2015 seja apenas uma cópia da edição de 2013?

Miley: “Eu não iria deixar isso acontecer”.

Quando perguntada sobre a polêmica entre Nicki Minaj e Taylor Swift sobre a não indicação de Anaconda ao prêmio de Vídeo do Ano, Cyrus respondeu:

(Nicki disse) … Que todo mundo que foi indicado era branco e loiro, não é? E ai Taylor entrou no meio. Eu nem me apeguei à isso. Sabe o que eu sempre digo? Não que isso seja inveja mas inveja faz o contrário do que você quer. Isso é um mantra Yoga. As pessoas esquecem que as escolhas que elas fazem e como tratam as pessoas afetam sua vida de forma muito intensa. Se você faz as coisas de coração aberto e amor você seria ouvido e eu ouviria sua opinião. Mas eu não respeito o que você disse pela raiva com a qual você se pronunciou.

E não é raiva do tipo “Pessoal fiquei frustrada”. Você fez isso sobre você. Não queria soar como uma vadia mas isso foi tipo “Ehh, não ganhei meu VMA”.

Se você quer tornar isso um problema racial, há uma maneira de se pronunciar, mas não faça isso ser só sobre você. Diga: “Essa é a razão pela qual eu acho que é importante ser nomeada, para que existam pessoas de todos os tipos concorrendo“…”Você não precisa criar uma guerra de popstars. Se tornou uma briga entre Taylor e Nicki e perdeu todo o sentido inicial.

Eu sei que você pode estar pensando que eu não entendo dessas coisas porque sou uma cantora de pop branca, mas eu sei o que está acontecendo no mundo. Sei as estatísticas. Para ser honesta, não acho que a MTV tenha feito isso de propósito.”

O VMA acontece nesse domingo dia 30 de agosto.

Também quer saber o que Miley vai fazer nessa edição?