Selena Gomez abre o jogo sobre relacionamento e sua saúde mental

Selena Gomez está lindíssima, apaixonada e segura de si estampando a nova capa da InStyle Magazine de setembro. Além de nos proporcionar esse ensaio maravilhoso, a cantora abriu o coração sobre seu namoro com The Weeknd e sua saúde mental.

Como sabemos, Selena cancelou a “Revival Tour” em agosto de 2016 e deu uma pausa na carreira pois estava se sentindo esgotada e insegura.

“Foi a melhor coisa que eu podia ter feito. Eu não tinha telefone, nada e eu estava com medo. Mas foi incrível, e aprendi muito. Eu parei de me importar com tudo que me deixava preocupada. Eu saí e senti tipo, ‘OK, eu tenho que seguir em frente’. E ainda há dias [que os efeitos aparecem]. Eu vou para a terapia. Eu acredito nisso e em falar sobre sua condição. Mas eu estou muito, muito saudável no momento“.

A gata ainda acrescentou que foi um momento muito difícil mas também realmente necessário e importante para que tivesse total controle sobre si.

“Na verdade, eu vivi na Sunset Tower por três meses. “Eu estava passando por um momento muito difícil na minha vida e decidi viver aqui”.

Ela passou 90 dias em tratamento contra os sintomas da lúpus que lhe causavam ansiedade, depressão e ataques de pânico. A intérprete de “Fetish” só voltou à mídia durante o American Music Awards (AMA), esse momento foi importante segundo ela.

Quando eu saí, me pediram para ir ao AMA, e todos à minha volta estavam tipo, ‘Faça o que te deixar confortável’. Eu não queria que meus fãs tivessem uma visão negativa de cuidar de si mesmo, então eu fui de cabeça erguida… e vou te dizer, a primeira vez que pisei naquele tapete foi tão emocionante. Senti que minhas costas estavam suando“.

Sobre seu relacionamento com Abel (The Weeknd), Selena conta que foi de extrema importância, assim como seus familiares e amigos, junto com o tratamento para que ela crescesse e ficasse em paz consigo mesma.

Eu não dependo de uma área da minha vida para me sentir feliz. É realmente importante para mim amar e dar atenção a meus amigos e familiares e me certificar de nunca ser influenciada por um cara. Há anos eu queria estar com a cabeça tranquila, e eu realmente não estava. Antes, eu era tão jovem e facilmente influenciada, e eu me sentia insegura. Você quer que alguém acrescente em sua vida, não que te complete, se é que isso faz sentido. Tenho sorte porque ele é mais um melhor amigo do que qualquer outra coisa“.

Um amorzinho né?

Imagem Destaque: (Reprodução/InStyle/Phil Poynter)

Marta Valdevino

Produtora de conteúdo/Redatora/Revisora/Marketing digital

Não há comentários ainda

Comentários

Seu email não será publicado.