Está na hora de termos uma princesa LGBT na Disney

Representatividade é algo importante! Há anos, os fãs da Disney pedem para que os estúdios levem em consideração uma princesa LGBT, houve até uma campanha pedindo para que a rainha Elsa tivesse uma namorada na sequência do filme “Frozen – Uma Aventura Congelante”.

Durante uma entrevista ao The Huffington Post, o diretor da animação, “Moana: Um Mar de Aventuras”, John Musker, declarou que “possibilidades estão abertas” sobre o estúdio ter – finalmente – sua primeira princesa LGBT.

Moana foi um dos poucos filmes da Disney a quebrar alguns paradigmas do modelo “clássico” das histórias de princesas. Ela foi responsável por encarar uma missão cheia de aventuras ao lado do semideus, Maui, cruzando os oceanos do pacífico para cumprir sua jornada, salvar a sua ilha. Além de ser originária de uma ilha na Oceania, os diretores não seguiram o mesmo padrão de corpo das outras, ela se parece mais com uma adolescente real e tem traços acentuados de sua etnia, e não haveria nenhum interesse amoroso, príncipe ou nada do gênero ao longo de sua história. Além disso, Moana foi uma das princesas onde ela pode mostrar o seu empoderamento feminino, quebrando padrões da companhia. Essa referência das antigas princesas já vem sendo reformulado desde “Mulan” e “Valente”,  mudança reforçada em “Frozen – Uma Aventura Congelante”. GIRL POWER!

Francis (Vida de Inseto)

Francis explica sua história no filme e conta que foi uma drag queen e sempre pareceu supersensível quando as pessoas o confundiam com uma menina.

Hades (Hércules)

Hades é um vilão petulante e muitos o consideram “enrustido”.

Lefou (A Bela e a Fera)

É muito óbvio que Lefou estava apaixonado por Gaston. Durante a divulgação o live-action “A Bela e a Fera”, o diretor Bill Condon explicou. “LeFou é alguém que um dia quer ser Gaston e no outro dia quer beijar Gaston. Ele está confuso sobre o que quer. É alguém que está se dando conta de que tem esses sentimentos. É um momento legal e exclusivamente gay em um filme da Disney.”

Terk (Tarzan)

Terk é super andrógino, não mostra nenhum interesse em macacos machos e fêmeas, e é melhor amiga do Tarzan.

Com estas mudanças, pode ser que a representatividade LGBTQ esteja cada dia mais próxima. E lembre-se, consideramos justa toda forma de amor. Amor é amor.

André Luiz Freitas

21 anos, paulista, viciado em músicas, séries, filmes e shows de artistas pop. Instagram: @andrluizfreitas

Não há comentários ainda

Deixe uma resposta

Copyright ©2019, Febre Teen - Todos os direitos reservados | Inovalize