Na última terça-feira (09/01) Priscilla Alcântara usou seu Twitter para falar de algo que pode já ter virado pauta na sua rodinha, mas ninguém dá realmente muita atenção: a exposição por vezes sexualizada da Melody com conivência do pai.  A cantora e youtuber afirma que a criança precisa de proteção e não de mais ibope.

A paulista Melody ficou conhecida na internet aos oito anos quando ainda era MC Melody com auxílio dos seus falsetes. Depois de completar 10 anos e após algumas paródias de músicas e clipes famosos, a criança fez parodiou “Vai Malandra”, da Anitta. Na voz da mirim, a música virou “Vai Baranga”.

Acontece que Melody pode não ter gostado muito das opiniões da ex-apresentadora do Bom Dia & Cia. Sem citar nomes, a cantora rebateu dizendo: “Vejo uma certa pessoa que está apagada da mídia querendo usar meu vídeo para se promover às minhas custas, pessoa essa que se diz evangélica mas escuta funk proibidão”. Porém, a postagem já teria sido apagada.

Vale comentar que o pai da Melody já defendeu a filha afirmando que ela só recebe críticas por cantar funk. Pri, por outro lado, já falou por diversas vezes sobre sua relação com a religião e a música.

Cintia Luz Lima

Jornalista - São Paulo, SP


COMENTÁRIOS