Durante a passagem de Justin Bieber pelo Brasil em 2013, um processo foi aberto contra o cantor por ter feito pichações no muro do Hotel Nacional, no Rio de Janeiro. Na época, foi fechado um acordo com a justiça onde o processo foi arquivado, já que Justin pagou uma indenização ao Instituto Nacional do Câncer (INCA), como punição pelo crime.

Em 2017, quando o canadense voltou ao Brasil para Purpose World Tour, o Ministério Público (MP) realizou o pedido de reabertura do processo pelo crime contra o ordenamento urbano e o patrimônio cultural, porém, o pedido foi negado e o acordo efetuado em 2013 foi mantido, deixando Bieber livre de qualquer tipo de condenação, uma vez que concordou em cumprir a determinação do juiz.

Desta forma, o crime não entra para a ficha criminal de Justin e deixa o cantor, que já afirmou que se esforçará para deixar de causar problemas no futuro, isento das dívidas com a justiça Brasileira.

Marisa Borges

Estudante de Jornalismo, multifandom e completamente apaixonada por música.


COMENTÁRIOS