Jeon Somi, ex-I.O.I, trocou JYP Entertainment pela YG Entertainment…?

Hoje foi uma madrugada bem confusa para os fãs do falecido grupo I.O.I e da Jeon Somi. A bonita, que saiu da empresa JYP Entertainment, achou uma nova agência: The Black Label, uma subsidiária da YG Entertainment.

Contexto: Jeon Somi era trainee da JYP Eentertainment, tendo participado do reality show de sobrevivência “Sixteen“, que resultou na atual composição de moças do Twice. Ela não conseguiu ficar no grupo final para debutar no Twice, mas participou da primeira temporada do famoso esmagador de corações Produce 101, conseguindo não apenas entrar para o I.O.I, grupo de vencedoras, como também conseguiu ser a ganhadora geral do programa, ficando com a #1 posição e como a center do grupo I.O.I.

Tradução: “A ironia das pessoas dizerem que Jeon Somi tomou a decisão errada ao se juntar à YG, enquanto YG tem o maior índice de vendas de GG [girl groups] de todos os tempos e, comparado a solistas mulheres que não são de grupos femininos na indústria, melhor performance nos charts. Eu não sei o que Teddy Park está planejando, mas a The Black Label está vindo.” – @unknownblakkid, Twitter

Após o disband do I.O.I em janeiro de 2017, era esperado que Somi continuasse suas atividades como cantora solo até chegar o momento em que a JYPE estreasse um novo grupo feminino, já que ela foi efetivada de trainee para idol. Não foi isso que aconteceu: tirando alguns trabalhos como modelo e apresentadora, Somi não voltou a lançar músicas novas, nem digitalmente.

Em agosto deste ano, a JYPE anunciou que seu contrato exclusivo com a Somi tinha sido terminado e a mídia questionou se Somi ficaria na indústria, uma vez que a JYPE é atualmente a maior empresa de entretenimento da Coreia do Sul, em questão de capital (JYPE ultrapassou o capital da SM Entertainment em 22 de agosto de 2018).

Eis que veio a confusão: Somi assinou contrato com uma gravadora subsidiada à uma concorrente direta da JYPE, a YG Entertainment. A The Black Label, apesar de ser gerenciada por um artista chamado Teddy, trabalha juntamente com a YG, atualmente com o terceiro maior capital de empresas de entretenimento sul-coreanas. O foco da agência é música underground e dark de nova geração, contando com artistas como Zion.T e Kush em seu currículo.

Os fãs se perguntam agora se Somi seguirá com carreira solo na The Black Label ou se ela acabará participando do próximo reality show de sobrevivência de trainees que a YG planeja lançar – a YG confirmou nessa semana que, até o final de 2018, vai lançar esse reality show com trainees próprias e da The Black Label para formar um grupo feminino “irmão” do Blackpink.

Fato é: pouca gente gostou da novidade. E você, o que achou da decisão de Jeon Somi??

CR: Naver | Soompi (1) (2)

 

 

 

Anne Bollmann

Jornalista formada na Cásper Líbero com olhos e interesses por todo lugar: livros, séries, músicas e futebol. No momento, altamente inserida na cultura pop sul-coreana e acompanhando de perto sua ascensão pelo mundo.

1 comentário

Leave a Reply to KUKUCHAN Cancel reply

Seu email não será publicado.