Cara Delevingne perde seguidores nas redes sociais após posicionamento. Entenda!

Durante os últimos dias, o rapper R. Kelly voltou para os holofotes após o lançamento do documentário “Surviving R. Kelly”, o qual relata acusações de abuso sexual, manipulação e violação de menores, entre outras endereçadas ao cantor. 

Muitos artistas falaram sobre as denúncias feitas a respeito de R. Kelly, e uma delas foi Cara Delevingne, que acabou perdendo mais de 50 mil seguidores nas redes sociais por seu posicionamento.

Sem papas na língua, a atriz e modelo deixou bem claro, através de uma publicação no Instagram, que não se importa com os números e que pretende confrontar mais em 2019, já que essa é uma forma de comunicação, não de violência. 

View this post on Instagram

This is me realizing I lost more than 50,000 followers yesterday after posting about @rkelly Every time I say something real, something I truly believe, something others may think of as controversial, something that makes people think and ask questions, I lose followers. The followers I lose clearly don’t agree with what I have to say, people that support the ideas and actions of others who are moving backwards and not forwards. In 2019, I want to be more confrontational. Confrontation IS NOT VIOLENCE btw, it’s communication. Something I still struggle with. I have always been taught to avoid confrontation at all costs, which caused me to be silent most of my life, silence causes suppression and suppression causes sickness. Not anymore! Goodbye silence and backwards followers, hello confrontation and forward thinkers. It’s going to be a loud year xxx #MuteRKelly

A post shared by Cara Delevingne (@caradelevingne) on

“Essa sou eu descobrindo que perdi mais de 50.000 seguidores ontem após postar sobre R. Kelly. Toda vez que digo algo real, algo em que realmente acredito, algo que outros podem achar controverso, algo que faça as pessoas pensarem e fazerem perguntas, eu perco seguidores. Os seguidores que eu perco claramente não concordam com o que eu tenho a dizer, pessoas que apoiam as ideias e ações de outros que estão indo pra trás e não pra frente. Em 2019, eu quero ser mais confrontadora. Confrontar não é violência, inclusive, é comunicação. Algo com o que ainda luto. Eu sempre fui ensinada a evitar confrontação a qualquer custo, o que me fez ficar calada a maior parte da minha vida, silêncio causa supressão e supressão causa adoecimento. Não mais! Adeus silêncio e seguidores retrógrados, olá confrontação e pensadores de progresso. Vai ser um ano barulhento xxx #MuteRKelly”.

Foto/Destaque Puma
Vitória Oliveira

made of stardust, wishes and magical things.

Não há comentários ainda

Deixe uma resposta