Crítica: Shazam! é leve, engraçado e promete surpreender fãs da história

Bom, quando lançaram o primeiro trailer de “Shazam!”, ficou a ideia de que o filme seria algo infantil, no estilo “Deadpool”, mas sem as baixarias e a violência. Baseado nisso, o longa é recheado de cenas engraçadas e com um elenco que, podemos dizer, tem química e conseguiu uma junção perfeita. Diferente do que estamos acostumados, a DC preparou algo que foge do sombrio com temas de grande importância, como família e que o amor nem sempre anda junto com os laços sanguíneos.

O longa dirigido por David F. Sandberg, traz uma forte homenagem aos filmes produzidos por Steven Spielberg nos anos 80, e isso faz com que você sinta uma sensação nostálgica e de grande conforto durante o filme, o que faz ser muito maior do que se espera só pelas suas ações publicitárias.

A primeira coisa que deve ser dita sobre Shazam! é que ele é divertido, é o tipo de filme leve, afinal, imagina se você adquirisse superpoderes enquanto lê este texto ou falando apenas uma palavra? No caso de Batson, um adolescente, trata-se de reconhecimento e uma capacidade de fazer absolutamente qualquer coisa. Esse é o outro ponto que torna a história interessante, a forma como o protagonista tenta aprender a ser um super-herói.

Pela pouca parte explorada do herói, gera um conhecimento menor, e isso pode ser usado como trunfo para explorá-lo sem ter vergonha de errar, como Homem-Aranha, que foram necessários 6 filmes! O filme usa e abusa de sua mitologia, misturando as suas mais diversas versões, dando evidências ao longo da caminhada, mas sem entregar suas surpresas ao espectador mais atencioso.

A batalha final do filme é um momento a se considerar continuação. Além de fortes surpresas que só contribui para a ação e humor do filme continuarem a entreter ao máximo do público. Em nenhum momento, a história se propõe a ser épico, algo que podemos dizer “uau”, mas o filme entrega tudo o que os fãs de super-herói procuram – sem falar dos easter-eggs encontrados, com grandes heróis do universo DC.

André Luiz Freitas

21 anos, paulista, viciado em músicas, séries, filmes e shows de artistas pop. Instagram: @andrluizfreitas

Não há comentários ainda

Deixe uma resposta

Copyright ©2019, Febre Teen - Todos os direitos reservados | Inovalize