Entrevista: Why Don’t We confirma planos para o Brasil e paixão por brasileira

Um dos maiores prazeres em acompanhar o mundo da música, é com certeza conhecer novos cantores e bandas. E por conta disso, a indústria musical é como um carrossel. Em menos de 10 anos, fomos apresentados à One Direction, The Wanted, The Vamps e novos estilos, como o K-POP. Agora, chegou a vez de você se apaixonar por mais um grupo, Why Don’t We.

Formado por Jonah Marais, Corbyn BessonDaniel Seavey, Jack AveryZach Herron, a boyband norte-americana tem tudo pra fazer você se encantar. Trazendo o estilo pop e um pouco de R&B, as músicas contagiam e ficam na cabeça. De músicas românticas dançantes até declarações, os meninos conquistam e provam ser a próxima aposta mundial.

São com as suas performances marcantes, músicas com passos decorados, estilos diferentes e união, que o grupo vem conquistando uma legião de fãs ao redor do mundo. Em uma conversa com ‘A Febre‘, Jonah, CorbynDaniel, Jack Zach, abriram os seus corações, entregaram segredos, histórias de amizade e planos para vir ao Brasil.

De “Something Different” a “Unbelievable”, Why Don’t We vem mostrando uma trajetória de conhecimento e amadurecimento, formado em 2016, o grupo vem trabalhando em sons diferentes. O que será que podemos esperar das novas músicas?

Eu acho que estamos nos expondo mais e explorando algo diferente, como os nossos sentimentos. As músicas não precisam caminhar juntas, como um álbum normal. O que vocês vão escutar daqui pra frente é algo misturado com hip-hop. São músicas divertidas para o verão.

Não é a primeira vez que os meninos misturam pop com hip-hop, com “I Don’t Belong In This Club”, parceria com o rapper Macklemore, eles entregaram um pouco do que está por vir.

Um dos caras mais legais com quem trabalhamos. Ele tem um lugar na indústria, ele é uma lenda. Quando ouvimos a música com os versos dele pensamos: “Essa é uma boa música, deveríamos gravar ela”.

Os meninos revelaram que uma das maiores fan bases do grupo é aqui no Brasil. De maneira divertida e em forma de homenagem, eles resolveram apostar em um single chamado “Come to Brazil” e contaram a inspiração por trás da música.

A inspiração na verdade veio de uma batida. Nós temos um grande amigo chamado Skirt, e ele estava tocando essa batida e nós ficamos “wow, isso é ótimo” e então, nós escrevemos a partir disso.

Justamente na hora que começamos a conversar sobre o Brasil, eles se empolgaram e Jonah aproveitou para contar uma história engraçada e fofa.

Estávamos em uma festa, vimos uma garota linda, aqui em L.A e ela é brasileira. Depois descobrimos que que ela estava indo pra casa e de manhã ficamos, “wow, acho que nós iremos para o Brasil“.

Já que entramos no assunto Brasil e como fãs, perguntamos de primeira se eles pretendem trazer a turnê pra cá. E a resposta foi:

Esperamos que sim, quando lançarmos a música, nós vamos. Quer dizer, agora não temos desculpas. Está tudo sendo planejado. Temos que ir. Nós vemos muitos comentários no Instagram, no Twitter e todos eles dizem “Come to Brazil” e vocês nem sabem da música.

Durante a ligação, eles se empolgaram tanto e falaram de uma vez:

Nós iremos. Estaremos aí em breve, muito em breve. Não temos um plano planejado ou finalizado, mas temos um pressentimento bom sobre isso.

Depois de aumentarem nossas expectativas e causar um choro coletivo, eles aproveitaram para deixar uma mensagem para os fãs brasileiros. Respira, vamos lá.

“Amamos vocês muito, obrigado por todo amor e suporte. Nossa música “Come to Brazil” é pra vocês. Vocês nos inspiram com todos esses comentários e mensagens, no Instagram, no Twitter. Não parece mas nós olhamos tudo. Esperamos que vocês gostem da música.

Prontos para embarcar na segunda parte da turnê neste verão, os meninos se apresentaram em 30 cidades diferentes. Serão quase 3 meses na estrada. Por passarem tanto tempo juntos, dividindo quartos de hotéis e os palcos, eles dividem grandes histórias ou memórias boas.

Nós somos muito diferentes. E quando nós nos juntamos, somos iguais. É diferente de tudo, nos juntamos e fazemos música, esquecemos das diferenças.

E falando sobre as histórias com os fãs:

Nós estávamos em NY agora e eles simplesmente os acham onde quer que nós estejamos. Não sabemos como mas é engraçado. Eles veem nossos stories e percebem no fundo que “olha, esse prédio é de tal lugar, vamos correr pra lá” e então começam a aparecer. Eu nunca imaginei que isso ira acontecer, até começar a acontecer. Insano.

Obrigado pela entrevista, meninos. Estamos contando os minutos para ver vocês em solo brasileiro. E em especial, obrigado a Warner Music pelo convite. 💜

Entrevista:

André Luiz Freitas – @andrluizfreitas

Tradução:

Giovanna Santos – @gi_cavalcantii

André Luiz Freitas – @andrluizfreitas

 

André Luiz Freitas

23 anos, viciado em músicas, séries, filmes e shows! Instagram: @andreluizfreitas_

1 comentário

Comentários

Seu email não será publicado.