A importância da Hayley Kiyoko para os jovens da comunidade LGBTQ+

Hayley Kiyoko é o nome daquela que a internet apelidou de “Lesbian Jesus”, ou em português “Jesus Lésbica”. Mas por que a cantora é denominada desse jeito?

Primeiramente, para que não se lembra, Hayley começou sua carreira como atriz e ganhou destaque interpretando Stella no filme “Lemonade Mouth“, do Disney Channel. Além disso, ela também fez particiapação em séries como “The Fosters“, “The Vampire Diaries” e está nos filmes “Jem and the Holograms” e “XOXO” da Netflix.

Mas é com sua carreira musical que Kiyoko mostra a força que tem para inspirar jovens de todo o mundo na comunidade LGBTQIA+. Ela, que se se abriu para seus pais sobre sua orientação sexual e contou que se sentia atraida por meninas aos seis anos de idade, vem trabalhando para normalizar os relacionamentos lésbicos através de sua arte.

“Quando você cresce sendo gay … eu realmente não tinha garotas me cortejando porque a maioria das pessoas na escola não eram assumidas, ou na época não eram muito abertas com sua sexualidade, então ninguém ficava me cortejando. Você sabe, você se sente sozinha e se sente indesejada. E assim, eu aspirava ser um artista, como Justin Timberlake e todos esses artistas masculinos realmente incríveis, com os quais todos queriam estar”, ela contou em entrevista à Pride

Mas foi em 2015 que Hayley anunciou para o mundo sua sexualidade com a música “Girls Like Girls“, que viralizou principalmente no Tumblr, fazendo com que sua carreira musical  tomasse uma notoriedade ainda maior. Ou seja, mais uma importante artista da comunidade para ter como inspiração.

Com clipes como “This Side Of Paradise” que foca em sua luta para expressar seu verdadeiro eu, e “Gravel to Tempo” que é baseada em suas experiências com paixões por garotas enquanto crescia, Kiyoko se inspira em suas próprias histórias e emoções para criar suas músicas.

“‘Oh, você vai fazer um vídeo sobre uma garota de novo? Oh, você está cantando sobre garotas de novo? Você pode fazer outra coisa?’ E eu fico tipo: ‘eu gosto de garotas. Então isso não está mudando. Isso faz parte de quem eu sou, parte da minha narrativa’. É algo realmente interessante dizer a alguém: ‘Como eu gosto de garotas, sempre cantarei sobre garotas’. Meu conteúdo será diferente? Claro. E as histórias mudam e evoluem como qualquer outra pessoa que vive a vida, se apaixona e passa por um término”, Hayley também revelou à Pride

Um momento emocionante para seus fãs e que ficou marcado na memória de muitos foi o lançamento do clipe de “One Bad Night” em 2016, que veio como uma forma de despertar a consciência da violência contra as mulheres transgênero.

Mas o apoio à comunidade não é só através de suas músicas não, ela é realmente uma artista engajada no assunto e influencia as pessoas se envolvendo também em diversas causas. A cantora já fez parceria com a MeUndies para sua campanha “Celebrate“, onde cada par de roupa íntima vendida tinha uma parcela dos lucros doados ao centro LGBTQ de Los Angeles. Doou dezenas de sutiãs, que foram jogados no palco de seus shows, para o I Support the Girls, para apoiar jovens LGBTQ sem-teto. Além de se expressar contra Donald Trump, ajudar seus fãs a se resgistrarem para votar nos Estados Unidos – onde o voto não é obrigatório -, e dedicou sua vitória do prêmio “Artista do Ano Push” do VMA 2018 às mulheres de cor da comunidade.

“É muito estressante ser diferente. Você lida com a depressão, lida com o julgamento, lida com o medo. Somos vulneráveis e estamos buscando apoio. Como artista, sempre esperamos inspirar. Eu sou gay. Eu sou asiático. Eu sou uma mulher. Mas eu me sinto fortalecido. É muito importante usar sua vida, não apenas sua plataforma, para compartilhar valores positivos e ajudar as pessoas. Ao ajudar os outros, você está ajudando a si mesmo a aprender e crescer, a ter compaixão e compreensão um pelo outro”, desabafou à Billboard.

Esse ícone LGBTQ+ está a caminho do Brasil pela primeira vez, para se apresentar no Lollapalooza dia 5 de Abril e você não vai deixar de ver todo o poder e influência dessa mulher ao vivo né? Já vem garantir o seu ingresso clicando AQUI!

Karen Cesar

Twitter: @kaarencesar Instagram: @karencesar_

Os comentários estão desativados.