Fale conosco

O que vc está procurando?

Filmes

Jeremy Camp, cantor que inspirou “I Still Believe”, comenta atuação de KJ Apa

Jeremy Camp, artista que inspirou a história ‘Enquanto Estivermos Juntos’, elogiou o esforço e atuação de KJ Apa de interpretá-lo no longa. O drama contará a vida do cantor ao lado da sua falecida esposa, Melissa Lynn.

Durante uma entrevista ao Cinebland, o cantor revelou que o ator pediu dicas sobre como atuar em determinadas cenas, perguntando o estado emocional de Camp no momento que seria atuado e representado.

“É bem bizarro, mas eu acho que o que me deu paz e conforto foi que ele [K.J] me perguntou bem no começo das filmagens ‘ei, como você reagiu nessa situação?’ e pra mim isso quis dizer ‘eu me importo o bastante com você, com quem você é e em como interpretá-lo que quis te perguntar isso pessoalmente’. Ele não precisava fazer isso. Ele é ator, eu não atuo. Mas ele queria saber ‘Ei, como posso retratá-lo com precisão?’ E, honestamente, ele fez um bom trabalho – foi difícil de assistir! Porque ele fez um trabalho tão bom que trouxe todas essas emoções, e a química entre [KJ] e Britt foi tão real que você fica: ‘Uau, isso é difícil de assistir porque parece tão real’.”

Segundo o Jeremy, ver o trabalho de KJ foi difícil e trouxe à tona a memória de diversas emoções. “A química entre ele e Britt [Robertson, que vive Melissa] é tão real que você diz ‘uau, isso é difícil de assistir’”, declarou.

 


A história é baseado na história real do romance entre o cantor com a primeira esposa, que foi diagnosticada com câncer de ovário pouco antes dela e Jeremy se casarem em outubro de 2000. Poucos meses após o casamento, ela faleceu em fevereiro de 2001. “I Still Believe” foi a primeira música que o artista escreveu após a morte dela.

Além disso, o filme conta também com Shania Twain, Melissa Roxburgh, Abigail Cowen e Gary Sinise e tem lançamento previsto para 2 de abril.