Fale conosco

O que vc está procurando?

Música

Madison Beer se abre sobre ser largada por gravadora: “Parecia que todo mundo havia desistido de mim”

Reprodução: (Asos Style)

Madison Beer está prestes a lançar seu primeiro álbum, o “Life Support“, e em uma entrevista à Rolling Stone a cantora contou que o processo foi longo desde o início de sua carreira.

Beer assinou um contrato com a Island Records, aos 13 anos, após Justin Bieber a descobrir através de um video no YouTube, mas isso não quer dizer que o sucesso dela foi imediato. A cantora foi colocada na faixa pop de música chiclete da Radio Disney americana devido à sua idade mas queria seguir outro caminho, fazendo músicas mais no estilo das que cantava em seu canal.

“Sempre me disseram: ‘Bem, um dia, quando você for mais velha, poderá fazer essas coisas. Mas então percebi que não precisava ser mais velha para fazer isso”

Madison começou a lutar pelo estilo que queria seguir levando um álbum todo planejado a ser descartado. Então, aos 16 anos, com apenas alguns singles lançados ela foi deixada  pela Island ficando com um futuro inserto.

“Eu senti como se tivesse falhado. Especialmente aos 16 anos, obviamente parece que tudo é o fim do mundo, então parecia que todo mundo havia desistido de mim.Isso realmente me machucou e me desencorajou de várias maneiras.”

Em vez de abandonar a carreira, ela encontrou uma maneira de se virar sozinha e persistiu como artista independente em parceria com a empresa de entretenimento First Access para lançar seu EP de estreia, “As She Pleases” de 2018, e uma série de singles que a ajudaram a acumular um bilhão de streams no Spotify.

Agora, preservando sua autenticidade com singles que fala sobre padrão de beleza (“Dear Society“), relacionamentos tóxicos (“Selfish“) e saúde mental (“Stained Glass“), ela assinou com outra gravadora, a Epic Records, mantendo sua liberdade criativa.