Daniel Radcliffe apoia movimento LGBTQ+ em resposta a post transfóbico de J. K. Rowling

Depois de um post super transfóbico da escritora de ‘Harry Potter‘, J.K. Rowling, muitos fãs da saga se revoltaram contra a britânica, que contrariou muitos discursos tidos em seus livros.

Algumas celebridades comentaram sobre o caso, como Halsey, que revelou estar surpresa da autora fazer comentários tão ofensivos no meio de uma pandemia de uma revolução, devido ao movimento Black Lives Matter. Só que agora, Daniel Radcliffe, que interpretou Harry Potter, decidiu se pronunciar sobre o infeliz post de J.K., declarando apoio ao movimento LGBTQ+ em uma carta publicada pelo fórum The Trevor Project, uma organização sem fins lucrativos dedicada à intervenção de crise e à prevenção de suicídios para pessoas da comunidade LGBTQ+.

Sei que certos meios de comunicação provavelmente vão querer pintar isso como uma briga entre J.K. Rowling e eu, mas realmente não é disso que se trata, nem é importante no momento. Embora J.K. seja inquestionavelmente responsável pelo curso que minha vida seguiu, como alguém que teve a honra de trabalhar e continua contribuindo com o Projeto Trevor na última década, e apenas como ser humano, me sinto na obrigação de dizer algo a respeito.

As mulheres trans são mulheres. Qualquer declaração contraria apaga a identidade e a dignidade das pessoas trans e vai contra todos os conselhos dados por associações profissionais de saúde que têm muito mais experiência nesse assunto do que J.K ou eu. De acordo com o Projeto Trevor, 78% dos transgêneros e jovens não binários relataram ter sido objeto de discriminação devido à sua identidade de gênero. É claro que precisamos fazer mais para apoiar pessoas trans e não-binárias, não invalidar suas identidades e não causar mais danos.

Ainda estou aprendendo a ser um aliado melhor, portanto, se você quiser se juntar a mim para aprender mais sobre identidades trans e não-binárias, consulte o Guia do Projeto Trevor para ser um aliado a jovens trans e não-binários. É um recurso educacional introdutório que abrange uma ampla variedade de tópicos, incluindo as diferenças entre sexo e gênero, e compartilha as melhores práticas sobre como apoiar pessoas trans e não-binárias.

Para todas as pessoas que agora sentem que suas experiências com os livros foram manchadas ou diminuídas, lamento profundamente a dor que esses comentários lhe causaram. Eu realmente espero que você não perca totalmente o que era valioso nessas histórias. Se esses livros lhe ensinaram que o amor é a força mais forte do universo, capaz de superar qualquer coisa, se eles lhe ensinaram que a força é encontrada na diversidade e que idéias dogmáticas de pureza levam à opressão de grupos vulneráveis, se você acredita que um personagem em particular é trans, não-binário ou fluido de gênero, ou que é gay ou bissexual, se você encontrou alguma coisa nessas histórias que ressoou com você e o ajudou a qualquer momento da sua vida – isso está entre você e o livro que você leu, e é sagrado. E na minha opinião ninguém pode tocar nisso. Isso significa para você o que significa para você e espero que esses comentários não manchem muito.

Amor sempre,
Dan

Não tem como não amar Daniel Radcliffe!

 

Daniel Pacônio

Redator do Febre Teen desde 2013 Sempre Fazendo Matérias de Fã para Fã Twitter/Instagram- @danielpaconios

Não há comentários ainda

Comentários

Seu email não será publicado.