Leigh-Anne, do Little Mix, mostra dor ao falar sobre experiências com racismo: “Sempre fui a menos favorita do grupo”

As últimas semanas estão sendo marcadas por protestos no mundo inteiro contra o racismo. Diversas pessoas estão indo às ruas apoiando o movimento “Black Lives Matter” e compartilhando as suas experiências através das redes sociais.

Quem sempre se abriu sobre o assunto é a Leigh-Anne Pinnock, do Little Mix, que já falou diversas vezes sobre o racismo que sofre na vida e também sendo a única negra da girlband. Mas nessa sexta-feira, 5, ela se emocionou ao mostrar a dor que sente ao contar suas experiências.

+ Jade Thirlwall, do Little Mix, se revolta ao ser confundida com Leigh-Anne em manchete sobre racismo

A cantora publicou um vídeo de um pouco mais de 5 minutos no seu Instagram contando como se sente com tudo o que está acontecendo e com as coisas que acontecem no seu dia-a-dia, na sua vida. Na legenda, ela disse que fez esse vídeo para que as pessoas passem a entender o que é o racismo e para acabar com tudo o que acontece a comunidade negra que está lutando por igualdade e justiça.

Um momento que tocou muito os fãs, foi que depois de falar sobre o racismo em si e as suas experiências na vida, citando que uma pessoa preta precisa trabalhar 10 vezes mais do que uma branca, ela contou como se sente sendo parte do Little Mix e caiu nas lágrimas.

“Naquele momento, o sonho nasceu e a partir disso a realidade bateu. Minha realidade era me sentir sozinha enquanto tocava em países predominantemente de brancos. Eu canto para fãs que não me veem, que não me escutam e não gritam por mim. Minha realidade é me sentir com ansiedade antes de eventos de fãs e silenciada porque sempre fui a menos favorita. Minha realidade é sempre sentir que tenho que trabalhar 10 vezes mais para ter meu lugar no grupo porque o meu talento não é o suficiente.”

Confira o vídeo:

Leticia Annes

Editora do Febre Teen Insta/Twitter: @le_annes

Não há comentários ainda

Comentários

Seu email não será publicado.