Fale conosco

O que vc está procurando?

Filmes

Diretor de ‘High School Musical’ diz que Ryan Evans é gay e revela motivo de não ter abordado isso nos filmes

(Reprodução/Youtube)

O diretor de “High School Musical” falou sobre a sexualidade de um dos personagens e revelou porque isso não foi abordados nos filmes.

Quem é fã de uma das maiores trilogias do Disney Channel, provavelmente já teve esse questionamento quanto ao personagem de Ryan Evans (Lucas Grabeel) e talvez achasse que o ponto final da história estava quando o garoto chamou Kelsi Nielsen (Olesya Rulin) para o baile no terceiro e último filme.

Em uma entrevista recente, o diretor de “High School Musical” se abriu com a Variety sobre ter entrado em uma lista criada pelo site que rankeia pessoas da comunidade LGBTQ+ que são poderosas. Kenny Ortega acabou sendo questionado sobre o personagem icônico do musical do Disney Channel e revelou que Ryan Evan é gay.

Ele revelou que dois motivos fizeram com que isso não fosse abordado em nenhum dos longas. Por mais que achasse que na época, 2006, isso não seria aceito em um filme do Disney Channel, ele também queria que Ryan falasse sobre o assunto apenas quando estivesse na faculdade.

“O personagem Ryan, em ‘High School Musical’, irmão gêmeo da Sharpay, decidimos que ele iria se assumir na faculdade. Foi menos sobre ele precisar se abrir e apenas deixar as verdades dele aparecerem. Eu tenho que ser honesto com você. Eu não pensei nisso naquela época, e a Disney é um dos grupos de pessoas mais pregressivas que eu já trabalhei. Eu estava preocupado porque era para famílias e crianças, e a Disney talvez não estivesse pronta para cruzar essa linha para entrar nesse território. Então, eu decidi fazer escolhas que eu achei que quem estivesse assistindo iriam entender. Eles iriam ver isso, iriam sentir, eles iriam saber e se identificar com isso. E foi o que aconteceu.”

Ryan com certeza é um dos personagens mais injustiçados: ele é extremamente talentoso; por mais que viva às sombras da irmã, ele aprende o seu verdadeiro valor e o amor-próprio; é carinhoso e o segundo filme prova isso mais do que tudo.