Mischa Barton explica o motivo de ‘The O.C’ ainda ser uma das maiores séries da TV

Era o começo dos anos 2000 e, ninguém imaginava, o mundo estava prestes a mudar para sempre. Seth Cohen estava prestes a nos apresentar o lado negativo da ensolarada Califórnia. Ryan Atwood faria as vendas de regata branca explodirem. Marissa Cooper ensinaria uma geração de moleques mimados e ricos da Califórnia a se tornarem rebeldes. E Summer Roberts, bom, encantava o mundo com a sua personalidade calorosa e explosiva. The O.C, por muito tempo, foi considerado uma das maiores séries da televisão – e ainda é.

E quem está pronta para falar sobre isso, é Mischa Barton. A atriz, sem dúvidas, marcou uma geração e agora, 17 anos após o lançamento do sonho californiano, chegou a vez da própria falar sobre o motivo da série ser ainda tão icônica e ter aberto portas para grandes séries atuais:

“Aquela é uma boa história à moda antiga sobre uma garota rica e sobre o garoto errado, é e foi um drama  original. Existe um tema em comum, mas você sabe que a série foi a primeira coisa icônica da praia e realmente não era porque as pessoas falavam sobre as praias de Malibu e as colinas, era sobre muitas coisas. Foi uma série a frente do tempo.”, falou. “Era o único mostrando o sul da Califórnia e glorificando a ideia de se mudar para a Costa Oeste e o que isso é, e o que isso significa para todo mundo, é o sonho californiano.”, contou.

Infelizmente, Mischa foi demitida na 3ª temporada do programa – no qual tambe´m teve um final extremamente trágico na história. Ela enfrentou uma guerra contra as drogas, e foi demitida em 2006 por conta de atrasos e crises de estrelismo. No roteiro original da série, Marissa teria um outro futuro e não acabaria dessa forma. Atualmente, ela está ótima e conseguiu uma grande revira-volta na carreira.

André Luiz Freitas

EDITOR DE CINEMA/TV - E aí, que tal falarmos sobre música, série e filmes? Me chama lá @andreluizfreitas_

Não há comentários ainda

Comentários

Seu email não será publicado.