Você com certeza shippou esses casais e não notou que eles são tóxicos

Essa matéria foi baseada em comentários de fãs e um olhar analítico de uma psicologa. 

É comum debater sobre relacionamento abusivo atualmente. Porém, nem sempre, é fácil identificar um, o que muitos acham ser, para outros acabam não sendo. Inclusive em séries. Mesmo em tramas mais atuais, ainda é possível observar roteiros que insistem em romantizar ciúmes excessivos, chantagens emocionais e outras situações clássicas de uma relação nada saudável.

E claro, nós mais do que ninguém podemos concluir que podemos esperar de tudo na ficção, né? Por isso, confira abaixo casais com relacionamentos abusivos que muita gente queria que ficassem unidos – e até ficaram:

Derek e Meredith – Grey’s Anatomy

Apesar de fazerem um casal absolutamente forte e imbatível, desde o começo Derek foi um personagem extremamente tóxico para Meredith – e para todas as mulheres da série. Inclusive para Addinson Montgomery. Escondeu segredos, não queria que ela terminasse com ele, a traiu inúmeras vezes, mesmo não estando em uma relação estável, não aceitava que Grey dormisse com outros homens, a fez ter ciumes de propósito e ainda a chamava para cirurgias muito boas para que ela ficasse impressionada e conseguisse reconquista-la. Sem comentários.

E para piorar tudo, quando ele desiste de um trabalho muito importante, acaba culpando Meredith e seus filhos. Durante todo esse tempo, ela sofreu, mas muitos acreditaram no casal, mas a verdade é que Meredith Grey ficou muito melhor sem Derek Shepherd.

Foto/Instagram

Aria e Ezra – Pretty Little Liars

Bom, é um crime. Começa por ai! Um romance proibido entre aluna e professor é realmente algo curioso. Porém, ela é menor idade. Alô? Então, é claro que, ninguém apoiava o relacionamento dos dois, fazendo com que os encontros fossem escondidos. Esse não é o pior. Nós precisamos lembrar que relacionamentos abusivos costumam acontecer muito entre casais em que o homem é bem mais velho que a mulher. E é meio que isso que acontece com os dois.

Durante a série, descobrimos que Ezra tinha um filho – e não se esforçava para cuidar dele, usava Aria no começo para ficar mais próximo das meninas e escrever um livro sobre o assassinato de Allison. Isso era uma obsessão quando ele se tornou -A. E ficavam numa gangorra que chegava a cansar. Além disso, ele tinha um certo ar de pedante, do tipo “eu sou mais velho, eu mando na relação”, soando como uma manipulação pela Aria ser completamente apaixonada por ele.

Foto/Instagram

Chuck e Blair – Gossip Girl

Essa é difícil. Principalmente por ser um casal que, apesar de tudo, torcemos para serem felizes. Para começar, não estamos nos referindo apenas ao fato de que o Chuck trocou Blair por um hotel, ou o fato dele não querer deixar sua vida de luxúria mesmo estando com ela. Vale lembrar que o personagem era extremamente misógino e assediou diversas personagens.

Apesar dos dois combinarem muito, infelizmente, eles eram horríveis na relação. Os dois eram tóxicos e abusavam um do outro, tanto físico, quanto emocionalmente. Manipulavam-se na primeira oportunidade e só se casaram para que Blair não pudesse testemunhar contra ele no tribunal, e isso não é normal nem saudável para um relacionamento.

Provavelmente você assistiu à série na adolescente e sem noção do que foi realmente ou estava preocupado(a) demais com a próxima vez em que os dois se acertassem, viviam entre idas e vindas – o que também sinaliza uma relação abusiva!

Foto/Reprodução

Ross e Rachel – Friends

Primeiramente: traiu sim! O grupo de amigos sempre se deu muito bem, mesmo com altos e baixos. Na maior parte do tempo, estavam se dando bem e sendo parceiros. Tivemos alguns exemplos de casais saudáveis, mas claro, o casal foco da série tinha que ser abusivo. Inclusive, Lisa Kudrow [Phoebe] contou que a série envelheceu mal.

Ross e Rachel com certeza foi o maior ponto da série. Ross começou a ter ciúmes do chefe de Rachel e até chegou a sabotar sua carreira algumas vezes. Em várias vezes, o casal chegou a ter várias crises de ciúmes e deram um tempo. Mas logo em seguida voltavam.

Quando eles estão casados e Rachel grávida, durante toda a gestação eles têm uma série de pequenas discussões e crises de ciúmes um do outro. E no último episódio, Rachel desiste de ir para Europa, com uma proposta incrível de trabalho, para ficar com Ross – apesar de amar Rachel, o paleontólogo era completamente instável, possessivo e carente. Além da manipulação, ele não aceitava a Green não ser submissa a ele.

Foto/Reprodução

Carla e Yeray – Elite

O casal que começou e terminou logo em seguida na 3ª temporada é um grande exemplo de relacionamento tóxico. O fato de Carla estar com o Yeray para poupar os negócios do pai é algo bem complicado. Além do fato de como a personagem tratava o rapaz.

Foto/Instagram

Damon e Elena – The Vampire Diaries

Damon era abusivo, não só com Elena, mas com todos ao seu redor. Inclusive o próprio Ian Somerhalder afirmou isso. O personagem sempre se sentiu superior ao outros e isso com certeza caiu sobre Elena.

Desde o início do relacionamento dos dois, o vampiro a ameaçava dizendo que ia matar suas amigas e pessoas queridas, inúmeras vezes, mas ela sempre o perdoava, dizendo que mesmo assim, ele era uma pessoa boa. Turu bom?

Damon conseguiu se redimir, mas ainda assim, ele sempre foi um vampiro narcista assassino sombrio que gostava da namorada do irmão.

Foto/Reprodução
André Luiz Freitas

EDITOR DE CINEMA/TV - E aí, que tal falarmos sobre música, série e filmes? Me chama lá @andreluizfreitas_

Não há comentários ainda

Comentários

Seu email não será publicado.