CRÍTICA: KJ Apa entrega sua melhor atuação em ‘Enquanto Estivermos Juntos’ ao lado de Britt Robertson

Levará apenas 15 minutos para você percorrer os sentimentos de Jeremy Camp (KJ Apa) em ‘Enquanto Estivermos Juntos‘ (I Still Believe). Esqueça tudo o que você entende por fé, amor e destino. Essa história irá mudar explorar os seus pensamentos e fará você entender o significado de lutar por alguém.

Baseado na história real do cantor e compositor cristão Jeremy Camp, o filme narra a história de seu relacionamento com sua primeira esposa, Melissa, que morreu de câncer logo após o seu casamento.

O início é a deixa de Jeremy (KJ Apa) para a faculdade. O rapaz está deixando sua família em Indiana, incluindo seus pais solidários (Gary Sinise, Shania Twain) e seu irmão mais novo (Reuben Dodd), para estudar em uma faculdade cristã no sul da Califórnia, especificamente em San Diego.

Foto/Divulgação Paris Filmes

Imediatamente ele conhece um de seus ídolos, Jean-Luc (Nathan Parsons), o vocalista de uma banda crista de sucesso, que o convida para ajudar durante o show no campus. Subindo ao palco pela primeira vez, como assistente, ele olha para o público dos bastidores e avista a doce Melissa (Britt Robertson), cantando a música. É amor à primeira vista, e ele logo consegue se apresentar para ela – da forma mais doce possível.

Nisso, sentimos a química presente entre os dois, do início até o último, e fará você se apaixonar por essa linda história de amor. KJ e Britt definitivamente foram uma excelente escolha para os papéis. Eles entregam uma atuação leve, dura quando necessária, e honesta.

Foto/Divulgação Paris Filmes

Apontando que este é um filme religioso, você esquece completamente que é uma crise sobre fé, e sim sobre aceitar que a fé é movida pelo amor – e com ela, você poderá navegar pelo universo. Isso traz um enredo interessante, real e curioso. É repleto de lições, mensagens e crenças que trazem uma sensação de conforto e força.

Enquanto Melissa passa por cirurgias graves e tratamentos de quimioterapia, Jeremy se torna cada vez mais bem-sucedido em sua carreira musical. Buscando uma forma de estar perto da esposa, ele prepara lindas canções e pede ao público de cada show que ore por ela, contando a história de suas lutas entre canções inspiradoras.

Foto/Divulgação Paris Filmes

E, para falar a verdade, mesmo que as pessoas que não saibam nada sobre a história, mas assistiram ao trailer, não consegue entender e sentir a mensagem que o filme transmite. O impacto final dessa tragédia romântica é tão difícil de aceitar. É um filme necessário para esses dias complicados em que estamos longe de quem mais amamos.

Um grande ponto para se destacar é a voz de KJ. Ele conseguiu reviver Jeremy em todos os sentidos – inclusive passou fortes emoções ao cantar as canções. A voz do ator se une com as canções e fará você sentir o amor e a dor compositor cristão. Esqueça o ruivo de ‘Riverdale‘ e conheça o outro lado irreconhecível de Apa. Uma de suas cenas comoventes é quando o ator está começando a questionar a fé.

 

O filme estreia nesta quinta-feira, 19, em todos os cinemas brasileiros. Não percam!

André Luiz Freitas

EDITOR DE CINEMA/TV - E aí, que tal falarmos sobre música, série e filmes? Me chama lá @andreluizfreitas_

Os comentários estão desativados.