Fale conosco

O que vc está procurando?

Glee

Ex-marido de Naya Rivera entra com processo alegando homicídio culposo, em nome de seu filho com a atriz

(Jonathan Leibson/Getty Images)

Em julho, o mundo perdeu a grande estrela da série ‘Glee‘, Naya Rivera, após a atriz mergulhar no lago Peru, na Califórnia, e fatalmente se afogar.

Quase 5 meses depois do falecimento repentino de Naya, o ator Ryan Dorsey, seu ex-marido, entrou com um processo, em nome do filho do casal, Josey Hollis Dorsey, contra o United Water Conservation District e o Parks and Recreation Management, também conhecido como Parks Management Company (PMC), alegando homicídio culposo, negligencia e danos emocionais.

Segundo documento obtidos pelo E! News, o processo alega que Josey, filho de Naya, sofreu danos econômicos e não econômicos substanciais com a morte sua mãe além também grave angústia emocional por estar no local onde sua mãe se afogou.

Os documentos também afirmam que o barco não estava equipado com uma escada de acesso seguro, corda adequada, âncora, rádio ou quaisquer mecanismos de segurança para evitar que os nadadores fossem separados de seus barcos.

“Perturbadoramente, uma investigação posterior revelou que o barco não estava equipado com nenhum dispositivo de flutuação ou salva-vidas, em violação direta da lei da Califórnia, que exige que todos os pontões com mais de 16 pés sejam equipados com dispositivos de flutuação”, declarou o processo.

As acusações não param por aí. Os documentos também alegam que não há um único sinal ou placa em qualquer lugar. Não há alertas sobre as fortes correntes do lago, ventos fortes de baixa visibilidade, mudanças na profundidade da água, cavernas subaquáticas, saliências e declives, ou as árvores, arbustos e outros detritos que congestionam suas águas devido à grande mudança nos níveis de água e ventos. Não há placas avisando os visitantes sobre os perigos de nadar no lago, de usar coletes salva-vidas ao nadar ou passear de barco, ou que dezenas de outras pessoas se afogaram no lago. Também destacam que pelo menos 26 outras pessoas se afogaram no lago desde que suas instalações recreativas foram inauguradas.

 

Os documentos do tribunal reconheceram que o agente de aluguel de barcos da PMC ofereceu à estrela de ‘Glee‘ um colete salva-vidas, mas que ela educadamente recusou, pois, era opcional e alegam também que o agente que alugou o barco para Naya não a advertiu por não querer usar o colete.