Em coletiva de imprensa descontraída Melim fala sobre o que os fãs podem esperar do álbum ‘Amores e Flores’

Na última quinta-feira, 21, aconteceu a coletiva de imprensa do trio Melim, onde os irmãos Diogo, Rodrigo e Gabi dividiram em primeira mão o clipe de ‘Possessiva‘, mais novo single do último trabalho de estúdio ‘Amores e Flores’, que também é conhecido como a segunda parte de uma história que começa com ‘Eu. Feat. Você“.

Com a direção artística de Miguel Cariello e Henrique Badke e direção de vídeo de Thiago Calvino, ‘Possessiva‘ traz a leveza já conhecida do trio e um clima de amor entre casais mas que exala para todos os tipo de relação. O nome da faixa pode até ser ‘Possessiva’, mas a mensagens transmitida é a de um amor e companheirismo que só faz a gente querer mais!

Segundo eles, ‘Possessiva‘ é um single que eles esperam que o público se identifique, por ser uma música que faz sentido com tudo o que estamos passando. Por ser um momento em as pessoas estão em casa, o objetivo da música é ser mais como uma identificação do momento em que estamos.

Durante a coletiva, comandada por Gominho, o clima era de um grande bate-papo onde o trio não só dividiu um pouco do processo de produção dos clipes e das músicas dessa segunda parte da história, mas também deu muita risada e compartilhou boas memórias das gravações feitas na Capitol Records Studios, localizada em Los Angeles, como terem a chance de tocarem no mesmo piano como nomes como Justin Bieber, Tori Kelly e Shawn Mendes.

O trio, que já tem projetos futuros no papel mas que só irão revelar sobre um pouco mais para frente, contou que ‘Eu. Feat. Você‘ e ‘Amores e Flores‘ nasceu como uma coisa só, representando a fase que estão vivendo, acontecendo depois a divisão, e que uma vez que os fãs escutarem ‘Amores e Flores’ não vão mais conseguir ouvir um sem o outro.

Fotógrafo: Felipe Carzo

Rodrigo e Diogo também falaram sobre como eles esperam que esse álbum chegue até os fãs do grupo, considerando o momento atual pelo qual o mundo está passando.

Diogo: Eu acho que ele vem trazendo as energias de 2021. Ele vem, como eu falei sobre a diferença do álbuns, que ele [‘Amores e Flores‘] venha sendo recebido com essa energia de agora. A gente foi questionado sobre uma palavra que definisse o álbum, e o Rods trouxe a palavra ‘renovação’, então que esse álbum venha trazendo renovação para as pessoas, sabe? Que as pessoas que tiveram gratidão por receberem um álbum novo ano passado, sinta a mesma coisa nesse ano. Se eu ouvir uma música, eu acho que lembro exatamente do meu sentimento de 10 anos atrás. A música marca muito um momento, porque ela é uma companheira da gente. Então que nosso álbum esteja nos dias das pessoas, para a gente realmente é uma honra.

Rodrigo: Que as pessoas consigam enxergar flores em todas os lugares. Nem tudo são flores, por isso inventaram amores, então que elas ouçam com seus grandes amores. Eu já consigo imaginar a cena. Se consome muito música assim: você chega em uma sala, coloca a música na TV e todo mundo dançando. E eu acho que vai acontecer muito isso com esse álbum porque ainda tem muita gente em casa, e quem está na rua está com o fone, e traz um pouco de alegria. Então espero muito que essa música faça parte da vida das pessoas, assim como nosso primeiro disco e a primeira parte do segundo disco. Que isso aconteça.

A gente aqui tem certeza que ‘Amores e Flores‘ vai embalar o dia a dia de muitas pessoas que, quando ouvirem o álbum de novo em alguns anos, vão ter memórias bem boas.

 

Os comentários estão desativados.