Falta de representatividade asiática fez Lana Condor sofrer com pressão para ter o copo “ideal”

Não ter um compor considerado dentro do padrão na industria de Hollywood pode ser algo definitivamente difícil, porque além de receber comentários maldosos e, muitas vezes perder trabalhos, as estrelas também sempre passam por situações em que têm seus corpos comparados com outros artistas.

Não ter um compor considerado dentro do padrão na industria de Hollywood pode ser algo definitivamente difícil, porque além de receber comentários maldosos e, muitas vezes perder trabalhos, as estrelas também sempre passam por situações em que têm seus corpos comparados com outros artistas.

 

Durante uma entrevista com o site Self, a maravilhosa estrela de ‘Para Todos os Garotos‘, Lana Condor, revelou sua relação com a dismorfia corporal, e contou que ter feito balé quando criança foi um fator que a fez desenvolver uma visão irreal de seu corpo.

“Quando você se vê em um espelho constantemente, e está, tipo, sem nada, você pode simplesmente se criticar até a morte, o que é muito prejudicial à saúde. Quando parei de fazer balé e aulas, senti que era o começo de onde eu poderia começar a trabalhar na dismorfia corporal … Isso foi o começo de, ‘Ok, eu definitivamente preciso me curar porque a maneira como eu pensava sobre mim quando eu estava dançando não era saudável.’ ”

A dismorfia corporal, formalmente conhecida na saúde mental como Transtorno Dismórfico Corporal, envolve uma intensa preocupação com “falhas” físicas que são quase imperceptíveis para os outros ou completamente inexistentes. Mas a ansiedade e outros sentimentos negativos sobre essas ‘falhas’ percebidas podem realmente perturbar a vida de uma pessoa, fazendo com que ela tenha um foco esmagador e desestabilizador em sua aparência, às vezes evitando situações sociais por causa disso ou indo cada vez mais longe para “consertar” a si mesmas.

Embora deixar o mundo do balé tenha ajudado Lana com a imagem corporal, sua profissão apresenta alguns novos desafios. A estrela falou que a imagem corporal em Hollywood e contou que em uma sessão de fotos uma pessoa insistiu em mostrar a ela como posar sem queixo duplo.

“Quando aconteceu pela primeira vez, me senti horrível. E então muito rapidamente eu pensei, espere, espere, espere. Isso foi muito estranho. Esta não é uma posição normal para se estar. Eu nunca, nunca, nunca, nunca, nunca seria assim, então é assim que você tem que inclinar seu corpo para que pareça mais magra.”

A falta de representação asiática em Hollywood também contribuiu para as lutas de imagem corporal de Lana.

“Já teve ocasiões em que estive em uma sala de casting, e todas as garotas eram loiras e de olhos azuis, e eu era a única garota asiática lá”, disse Lana, que foi adotado do Vietnã quando ela tinha quatro meses. “E você fica tipo, ‘O que estou fazendo? Você me tem aqui para preencher uma cota? ‘… Isso pode parecer obviamente limitante. ”

Daniel Pacônio

Redator do Febre Teen desde 2013 Sempre Fazendo Matérias de Fã para Fã Twitter/Instagram- @danielpaconios

Os comentários estão desativados.