Alyson Stoner, de ‘Camp Rock’, revela danos após abusos psicológicos durante infância

ALERTA GATILHO!

As estrelas costumam esconder muitas coisas que sentem, mas nesse relato de partir o coração, essa atriz se abriu sobre muita coisa que passou durante sua infância sob os holofotes!

Alyson Stoner, que fez muito sucesso em seus papéis nos filmes ‘Doze é Demais‘ e ‘Camp Rock‘, escreveu recentemente um artigo de partir o coração para a revista People, detalhando o abuso e os perigos que ela enfrentou como atriz mirim.

 

A atriz, que agora tem 27 anos, explicou que ela “sobreviveu por pouco” a este oleoduto chamado ‘fama’, enquanto administrava hospitalizações médicas ocultas, rápida adultificação e abuso em várias camadas.

Alyson revelou que ela teve que fazer um teste para um papel que exigia que ela fingisse um estupro e sequestro com apenas 6 anos de idade. Aos 12 anos, ela era “uma máquina” que trabalhava em muitos projetos ao mesmo tempo.

“Essas representações viscerais ficaram gravadas na minha memória corporal e se combinam com o trauma que ocorre na vida real a portas fechadas. Há uma dissonância alarmante sobre ser treinada para oferecer meu eu de 6 anos de idade vulnerável a adultos desconhecidos que têm poder sobre meu bem-estar e meu sustento. Meu corpo estava subnutrido e cronicamente estressado, o que mais tarde evoluiu para distúrbios alimentares graves, fadiga adrenal e repouso obrigatório na cama”, revelou sobre esse período.

A atriz ainda alertou que os jovens  artistas e suas famílias sejam educados sobre como lidar com essas normas da indústria e tenham uma ‘alfabetização midiática’.

Por fim, a Alyson revisitou seu trauma aos 17 anos, quando foi para a reabilitação contra a orientação de sua equipe, defendendo sua própria saúde, embora entendesse os riscos que causaria para sua carreira.

Daniel Pacônio

Redator do Febre Teen desde 2013 Sempre Fazendo Matérias de Fã para Fã Twitter/Instagram- @danielpaconios

Os comentários estão desativados.