Ex-funcionária processa James Charles e a lista de acusações é grande

O James Charles está sendo processado por uma ex-funcionária. 

No último mês, James Charles se envolveu em uma polêmica perdendo a monetização dos seus vídeos e parceria com marcas de maquiagem após menores de idade alegarem que o influenciador os enviou mensagens inapropriadas. Mas novos casos estão aparecendo e, dessa vez, envolve uma ex-funcionária.

Kelly Rocklein trabalhou como produtora e editora dos vídeos do Youtuber e publicou indiretas no Twitter mostrando que não era novidade ver pessoas que a contrataram e destrataram se dando mal, já que ela fez parte da equipe da Erika Costell e a processou por maus tratos. Sem abrir sobre o assunto, ela revelou que estava levando o caso para o tribunal.

+ James Charles perde monetização do Youtube e parceria com marcas após novas acusações

Um canal do Youtube investigou todos os acontecimentos e encontrou documentos dos processos feitos por Kelly contra James Charles. Através de evidências, a editora de vídeo acusa o influenciador de não ter pago todos os salários, ter sido discriminada por uma deficiência e não teve suporte com um ambiente de trabalho adequado.

Além disso, ela abordou questões envolvendo pagamento de horas extras já que trabalhou em dois cargos para o influenciador, somando 12 horas durante 7 dias por semana, sem receber o valor extra e aumentos prometidos. A profissional foi demitida após voltar de uma licença médica por ter tido um ferimento na cabeça e James alegou que ela não era dedicada o suficiente. Confira o vídeo:

Leticia Annes

Editora do Febre Teen Insta/Twitter: @le_annes

Os comentários estão desativados.