Fale conosco

O que vc está procurando?

Entrevistas

Cruella: Elenco fala sobre vontade de fazer uma sequência para o filme e maquiadora revela suas maiores dificuldades (EXCLUSIVO)

Cruella: Elenco fala sobre vontade de fazer uma sequência para o filme e maquiadora revela suas maiores dificuldades (EXCLUSIVO)
Disney

A personagem a gente já conhece de longa data. Fomos apresentados a ela no momento em que assistimos à “101 Dálmatas” e vimos aquela mulher com cabelo metade preto e metade branco que é odiada por todo e qualquer cachorro. Mas em “Cruella“, filme estrelado pela atriz Emma Stone e com Emma Thompson, Paul Walter Hauser e Joel Fry no elenco, vemos muito além de uma vilã da Disney

Estella (Emma Stone) sempre foi diferente das crianças quando era pequena, ao começar pelo cabelo preto e branco, e por isso sofria bullying na escola. Ao perder a sua mãe em um acidente, na viagem para uma nova vida em Londres, ela consegue chegar ao destino e conhece Jasper (Joel Fry) e Horácio (Paul Walter Hauser), melhores amigos que acabam virando sua nova família. Apesar de ter uma vida muito diferente da que imaginava, a protagonista sonha em trabalhar como estilista para Baronesa, uma grande estrela de moda. E é quando consegue – depois de passar por muito perrengue – que Estella descobre um segredo que a faz querer se vingar da Baronesa, e é nesse momento que ela vira Cruella.

Disney

Quando o trailer do longa – que lança nesta sexta-feira, 28 de maio – saiu, muito se lia nas redes sociais que a Disney tinha produzido um filme romantizando uma vilã, mas o que o diretor Craig Gillespie e os roteiristas Dana Fox e Tony McNamara fizeram não foi romantizar Cruella, mas sim humanizar a personagem. E não há problema algum em humanizar um vilão ou qualquer personagem que não seja o bonzinho da história, até porque todos são humanos. O que eles fizeram foi dar sentimentos e mostrá-los para o público.

Cruella é uma personagem maquiavélica sim, disso não se tem dúvidas, mas ela também é divertida e decidida com o que quer, mesmo que o objetivo seja um pouco difícil de conquistar. E o público se encontra em uma grande aventura ao assistir a vilã, Jasper e Horácio atingindo cada um de seus objetivos e todo o processo por trás. Já “Cruella“, o filme em si, é diabolicamente delicioso de assistir e faz com que a gente torça pela vilã (sim, você leu certo); sinta uma leve raiva pela Baronesa, uma vilã sem defeito algum; tenha momentos de “e agora?” com alguns plot twists, que são os responsáveis pela adrenalina adicional no longa e se diverte com Jasper e Horácio com sua comédia não muito óbvia, o que dá um toque leve para a história e também nos lembram sobre a amizade. 

Amizade entre Cruella, Jasper e Horácio

Ao conversarmos com Joel Fry e Paul Walter Hauser, intérpretes de Jasper e Horácio descobrimos que o que Joel mais gosta na amizade entre Cruella e Jasper é a parte mais atenciosa da relação, que faz a vilã ser mais humana. Já Paul revelou que a melhor parte é a grande a conexão que seu personagem desenvolve com Jasper.

“Eles tem esse tipo de relação de melhores amigos, eles realmente se conhecem por dentro e por fora, não precisam explicar nada. Eles podem terminar frases uns dos outros e esses tipos de amizades são as mais valiosas na minha vida. Não é a pessoa que você conversa por 20 minutos, é a pessoa que você conhece há 20 anos, quando partes iguais podem festejar e tirar sarro de você, e acho que Horácio e Jasper tem essa relação.”

Disney

Joel compartilhou que Jasper é um personagem muito legal de se fazer e quando pedimos para Paul resumir Horácio em três palavras ele não hesitou em dizer: “travesso, leal e nada saudável.

“Eu acho que a parte mais divertida de interpretar Horácio foi toda a cena quando os cachorros estão meio que morando em seu espaço agora, então você tem aquela cena deles usando meu canto do apartamento para um grupo de cachorros que estão destruindo minhas coisas pessoais, eu achei que isso foi muito fofo e engraçado.”

Vilões marcantes da Disney

E é claro que fazer um filme de vilão da Disney nos leva a relembrar todos os outros vilões icônicos com quais já nos deparamos em muitos dos nossos filmes favoritos. Joel contou que um de seus preferidos é Gastão, de “A Bela e a Fera” e Paul contou que o seu é Harry e Marv, do filme “Esqueceram de Mim“.

Paul também revelou se gostaria de interpretar algum vilão da Disney e acabou dizendo que adoraria que “Cruella” ganhasse uma sequencia. Agora a pergunta é: será que vem aí?

“Não sei qual seria .. Acho que seria divertido fazer outro filme da Cruella, seria divertido fazer uma sequência deste, voltar para esses papéis. Mas, na medida em que a Disney continua existindo, talvez o desenho animado de Robin Hood, a raposa. Eu amo esse filme, então se eles decidirem fazer um Robin Hood live action talvez eu pudesse participar e fazer a voz da raposa.

Makes e looks de Cruella

O longa tem um roteiro sem defeito algum e uma direção impecável, fazendo com que o público preste atenção em detalhes muito importantes que são peças chaves de ligação entre cenas ou até mesmo em momentos simples porém muito importantes.

E se estamos falando de Cruella, temos que falar das perucas e maquiagens que fazem com que a fotografia e caracterização da história e dos personagens se torne algo brilhante. A personagem sempre foi marcada por perucas, maquiagens e roupas nada comuns ou simples, e esse é um dos pontos altos do longa, ver Emma Stone se tornando Cruella, com seu sotaque britânico que engana qualquer um que não sabe que a atriz é na verdade americana, e vê-la como a vilã, na mais perfeita caracterização possível! 

Laurie Sparham/Disney

Inspirações e dificuldades na criação da makes

Em uma conversa com a maquiadora e cabeleireira, Nadia Stacey contou qual foram as suas inspirações para as makes e qual foi a mais trabalhosa de trazer para a vida real.

“Galeano e muitas maquiagens de drag. Acho que a maquiagem mais difícil foi a original com que você mais a viu usar. Porque eu senti que seria usado como o novo visual Cruella, então há uma pequena pressão, mas eu tentei não deixar que isso me atrapalhasse. Todo mundo está esperando para ver como será esse novo visual Cruella, então eu acho que, embora tenha sido o mais simples de fazer, foi o mais difícil de inventar.

E é claro que Nadia encontrou bastante dificuldades no meio do caminho até chegar ao resultado final que vemos nas telas.

A maquiagem punk é muito gráfica e meio pesada com linhas pesadas, então foi difícil adaptar isso para algo mais suave e mais bonito, porque você ainda quer que sua protagonista fique linda, então era sobre se adaptar, usando referências que as pessoas reconheceriam, mas também colocar mais elementos punk nele. Essa foi provavelmente a mais difícil, mas assim que colocamos em seu rosto foi ‘uau, sim, conseguimos.’.”

Looks favoritos

Mas, apesar de ser a criadora de todo o style de “Cruella“, questionamos qual dos looks dos personagens acabou se tornando o seu favorito.

“É muito difícil, eu mudo de ideia todos os dias. Eu realmente amo, você não consegue ver muito de perto, eu realmente amo o look do Artie na passarela do show punk. Eu amo aquele grande respingo de cores em seu rosto. E também adoro a aparência dela (Cruella) no caminhão de lixo. Quando ela saiu das roupas e teve um … quero dizer, fazer um filme da Disney com a Cruella e ela tem uma peruca do década de 80 na cabeça, fiquei tipo, ‘com certeza alguém vai me impedir em algum momento’ , mas a produção não me impediu, me incentivaram com um ‘vá em frente’, então eu adoro isso, e com as joias e cristais no rosto dela que foi muito divertido.”

YouTube

Não é a primeira vez que a Disney faz um filme focado em uma vilã, e “Malévola” está aí para provar. Mas com “Cruella” a Disney pode ousar com as roupas e maquiagens de seus personagens, que faz o olho de qualquer um que assistir ao filme brilhar, e a atuação de Emma Stone e Emma Thompson, como Estella/Cruella e a Baronesa estão brilhantes. Se você quer uma ótima atuação, moda e maquiagem para todos os cantos e conhecer a história de uma vilã da Disney sem necessariamente ter que romantizá-la, “Cruella” é o filme certo para você.