Fale conosco

O que vc está procurando?

Música

Alessia Cara canta sobre dualidades no terceiro álbum, ‘In The Meantime’

Alessia Cara lança terceiro álbum de inéditas
Reprodução/YouTube

Alessia Cara lança terceiro álbum de músicas inéditas nessa sexta-feira, 24, e canta sobre dualidades.

Alessia Cara estourou em 2015 com a faixa “Here”, presente no seu álbum de estreia, o “Know-It-All”. Desde então ela vem provando seu talento como compositora, e esse destaque até lhe rendeu um Grammy de Artista Revelação.


+ Super Brasileirinha! Alessia Cara posta cover de música em português

De lá para cá, a canadense ganhou espaço pelo o mundo abrindo shows para o Coldplay, com a música “Stay”, parceria com o produtor e DJ Zedd, e com “1-800-273-8255” que também conta com Khalid e Logic.

“In The Meantime” é seu terceiro álbum de músicas inéditas e sucede o “The Pains Of Growing”. Assim como no seu projeto de estreia, no álbum anterior Alessia cantava sobre seu crescimento e amadurecimento em meio a transformações pessoais – e profissionais.

Agora a cantora joga luz sobre dualidades como vida e morte, solidão e euforia, confiança e inseguranças. Temas que, portanto, todos podem se relacionar afinal. 

Durante a apresentação das suas faixas, feita à distância, Alessia contou que álbum é o resultado do período mais sombrio da sua vida. Além do distanciamento social por conta da pandemia, Alessia encarou de frente dualidades e enfrentou crises de ansiedade e episódios depressivos no último ano.

Nesse meio tempo, ela também teve que lidar com o término difícil de um relacionamento. Todos esses assuntos aparecem nas faixas comentadas

REFERÊNCIAS AO BRASIL

Antes de tudo, podemos garantir que o Brasil marcou presença no trabalho. Em entrevista exclusiva para a Febre Teen, Alessia já tinha contado que veríamos referências ao país no álbum, o resultado está na música “Bluebird”.

Acima de tudo, “Bluebird” fala sobre aquele estágio em que já superamos um relacionamento e desejamos o melhor para a outra pessoa. Alessia confessou que quando compôs a música ainda não tinha alcançado essa etapa… ainda.

Porém, a sonoridade bossanova fica ainda mais evidente em “Find My Boy”. Dessa vez, o ponto de vista sobre relacionamentos é mais positivo e ela brinca com “Garota de Ipanema”, famosa por Tom Jobim, dizendo que precisa visitar o Brasil para encontrar seu boy.

Come to Brazil, Alessia! A cantora ainda também garantiu que quer conhecer os fãs daqui logo. <3

Alessia encarou de frente dualidades

O álbum conta com 18 faixas, mas atravessamos ele como se estivéssemos em uma montanha-russa de emoções sonorizada pela voz incrível da artista. Logo, em meio a esse prato cheio, certamente você vai encontrar uma faixa para se identificar.

Da mesma forma, em “I Miss, Don’t Call Me” Alessia volta a cantar sobre relações difíceis de serem superadas, quando você sabe que o melhor é fica longe da pessoa, mas sente falta do que viveram juntos. Destaque para as cordas nessa.

Já em “Voice In My Head”, ouvimos sobre aquela voz constante que só existe na nossa cabeça e fica repetindo que não somos bons o suficiente. Segundo Alessia, essa surgiu em Montreal após episódios de ansiedade, quando passou a odiar tudo que estava resultando do seu processo criativo. O resultado é uma sonoridade que lembra fases do The Police.

Por outro lado, a girl boss confiante também está lá com a faixa “Lie To Me” sobre uma amiga que estava sem saber o que fazer depois que um cara resolveu praticar o ruim e velho ghosting. Essa é mais animada, lembra músicas do Destiny’s Child e tem um batida funky.

Assim, vemos uma Alessia que segue contemplando seu crescimento, mas já não é aquela menina exausta de estar em uma festa na qual não se encaixa.