Fale conosco

O que vc está procurando?

Música

Elana Dara fala sobre o novo EP, ‘Teoria do Caos’, e sua evolução como artista

Elana Dara fala sobre o novo EP, 'Teoria do Caos', e sua evolução como artista
Créditos: @saymons

‘Teoria do Caos’ é o nome dado à área da ciência matemática que tenta explicar os eventos não-previsíveis que acontecem na Terra, e também pode ser chamada de teoria da desordem organizada. Os estudos chegaram a conclusão de que o que se faz no início dos processos, pode impactar no resultado final. Se a intervenção for feita por pouco tempo, o efeito pode ser mínimo, mas se for feito por um grande tempo, o resultado vai ser completamente diferente do planejado. Proposta inicialmente pelo metereologista Edward Lorentz, a teoria agora ganha um novo significado!

Elana Dara é curitibana e tem 21 anos, viu sua carreira profissional deslanchar depois de fazer seu nome nas redes sociais postando covers de seus artistas favoritos. Em 2020 cresceu e assinou contrato com a Warner Music e teve um ano mais do que incrível, com diversas parcerias e seu nome sendo cotado como uma das novas artistas do pop brasileiro.

O ano de 2021 termina de forma grandiosa para a cantora, com o lançamento de seu primeiro EP intitulado ‘Teoria do Caos’. O nome surgiu no meio de um brainstorming com a equipe e chamou a atenção da cantora pela semelhança com a teoria do efeito borboleta.

“Eu acho que a relação que eu quis fazer entre as músicas e essa referência do efeito borboleta é porque eu sempre disse que nunca escrevi uma música sobre uma pessoa só, um sentimento só ou uma situação só. Eu acho que eu fiz pequenas coisas se tornarem uma música toda ou um sentimento grande. Acho que nelas eu trato de várias situações em que um pequeno pensamento pode se tornar em algo que vai ocupar sua cabeça o dia todo, ou uma pessoa que só passou rápido na sua vida se torna algo grande. Tem uma pegada muito pessoal também, de como a nossa cabeça trabalha de um jeito caótico. E em todas as músicas eu não tava literalmente me referindo sempre a uma pessoa. Acho que eu quis mais falar sobre mim nesse EP do que sobre alguém, e o efeito borboleta evidencia mais os meus pensamentos do que outra pessoa.”

Desde sua primeira música, ‘Meu Tudo’, Elana vem evoluindo cada vez mais com a sua carreira e sua personalidade. O EP ‘Teoria do Caos’ mostra uma Elana completamente diferente daquela que conhecemos no início de sua jornada pela música.

“A mudança é muito nítida pra mim. Eu me sinto muito mais inteligente e evoluída em todos os aspectos artísticos. A minha carreira foi construída dentro de um momento de muito aprendizado, que foi a pandemia. Eu tive que ficar muito sozinha, foi no momento que eu me mudei para São Paulo, e tive muito tempo para ficar presa nos meus próprios pensamentos. Tudo isso fez com que eu crescesse muito e tivesse tempo para estudar outras coisas mais diretas, como produção e composição. Eu também pude escutar mais músicas, pude estudar mais sobre o mercado e entender o que eu poderia fazer para o que está faltando ali dentro, e o que tem a ver comigo e eu me identificaria.”

Evolução é um processo diário e que demanda esforço mental e requer o aprendizado de novas habilidades, principalmente quando se trata de uma carreira criativa como a música. Para Elana, a evolução se dá por experiências.

“Acho que quando se trata da minha carreira musical, eu sinto que o que mais me enriquece são experiências que eu tenho com outros artistas e o tempo que eu posso tentar diluir o trabalho de outras pessoas que me inspiram, desmembrar cada música, tentar entender do que se trata, estudar sobre os instrumentos, assistir filmes, escutar música, colocar bagagem pra dentro da cabeça, porque acho que referência é o que faz a gente aprender.”

O EP foi divido em quatro partes a serem lançadas em Dezembro e representa a forma bagunçada que a mente da cantora funciona.

“Na verdade, essa foi uma estratégia que eu e minha equipe chegamos, para não lançar todo o EP de uma vez porque seria meu primeiro trabalho com várias faixas. A gente achou que seria interessante e faria muito sentido dentro da produção que eu fiz, pensando na parte visual, que a gente poderia tentar contar uma história. Acho que esse EP é uma experiência de início, meio e fim, e que eu sinto quando escuto ele por completo.”

Como um projeto de início, meio e fim, ‘Teoria do Caos’ teve um processo bem rápido de composição e a escolha de quais músicas fariam parte também foi relativamente tranquila, de acordo com a cantora.

Acho que todos os processos de construção de um EP ou de um álbum são muito desafiadores, principalmente para um primeiro. Quando eu terminei as músicas e as produções, primeiro eu pensei o que eu achava que combinava e poderia contar uma história. E foi muito curioso porque essas músicas eu acabei escrevendo em um curto período de tempo, todas ao mesmo tempo (exceto Bagunça, que eu escrevi um pouco antes), e todas elas tinham a mesma temática, porque eu sentia que eu tinha muito a dizer sobre isso. Então, pra mim foi até fácil escolher quais seriam.

Para os fãs, a recepção tem sido positiva! E olha, a cantora está de olho em tudo, viu?! Sabe do que está rolando e o que estão falando sobre seu novo projeto, que mostra uma Elana Dara muito mais vulnerável do que antes.

“Pra falar a verdade, já estou vendo uma aceitação muito positiva. Acho que a galera nunca esteve tão empolgada e nunca viu uma Elana tão vulnerável e tão ciente do que está fazendo, e acho que isso transparece nos meus trabalhos e eles estão sentindo isso também. Eles estão vendo uma Elana muito verdadeira.”

O clipe de ‘sou uma bagunça’ é só a primeira parte dos clipes do projeto ‘Teoria do Caos’, que irá mostrar uma história com início, meio e fim. Estando sozinha em um cômodo, pode parecer que foi difícil gravar, mas Elana reforça que foi fácil!

“Não foi difícil gravar em um cômodo só e eu acho que tinha bastante informação dentro do set para que eu pudesse interagir, brincar. Além disso, a música também é agitada e me fazia sentir bem à vontade, então foi muito gostoso. A parte da criação e do conceito foi feita junto dos diretores e de um jeito que eu me sentisse confortável pra gente gravar, e que combinasse bastante com minhas músicas, porque agora como tem tudo a ver comigo, todas as produções eu me identifico bastante, eu queria que os clipes não saíssem desse lugar, que eu me senti muito confortável também.”

Esse, certamente, é apenas o primeiro EP que Elana lança e sempre foi sonhado pela cantora e antecipado pelos fãs. Depois de muito tempo, finalmente está aqui!

“Eu tô muito feliz que eu pude ser o mais eu possível e que todo mundo levou meu trabalho com muita seriedade e muito respeito dentro da gravadora, do escritório e agora com a galera que me acompanha. Tá todo mundo respeitando muito meu trabalho e acho que é isso que eu queria desde o início. Acho que é isso que qualquer artista quer: ter seu espacinho. E eu sinto que agora, lançando o EP, eu tô conquistando um espaço muito diferente, aquele lugarzinho muito sonhado dentro, não só do mercado, mas do coração da galera que escuta, porque eu quero conseguir atingir um lugar dentro das pessoas que estão escutando que ainda não foi atingido. Eu tô trabalhando pra isso e espero que esse EP possa ser uma primeira faísca dos vários trabalhos que vão vir a seguir.”

Estamos ansiosos para poder ver os próximos passos da cantora!