Dinah Jane revela como a depressão a fez abandonar sua carreira musical e dá detalhes da sua própria gravadora

Quando o Fifth Harmony encerrou suas atividades em dezembro de 2018, muito se especulou como ficaria a carreira de suas quatro integrantes restantes. Como era de se esperar, todas seguiram suas carreiras solo, mas no meio do caminho, Dinah Jane simplesmente decidiu se afastar de tudo aquilo que foi inserida ainda na época do “The X Factor”.

+ Simon Cowell sabia desde o início quem seria a integrante que manteria o Fifth Harmony unido. Vem ver!

+ Ally Brooke revela abusos no Fifth Harmony ao relembrar grande trauma

Em nova entrevista para a revista americana PeopleDinah se abriu sobre por que ela parou de focar em sua carreira em 2020, após o lançamento de “Missed a Spot“, e falou sobre o retorno à música e o que está por vir para ela nessa nova fase de sua vida, incluindo sua própria gravadora.

“Havia beleza em passar tanto tempo com minha família (durante a pandemia do COVID-19), mas também havia aquela voz interior de ‘Quem é você? Quem você quer ser?‘ e todas essas perguntas começaram a me derrubar na época, e eu pensei, ‘Eu honestamente desisti.’ Eu disse à minha família: ‘Não quero mais isso. Eu não ligo para música.‘” revelou a cantora, dizendo que estava farta da pressão e da ideia de ter que fazer música durante a pandemia.

Dinah ainda revelou que estava honestamente lutando contra seus demônios internos e que fazia de tudo para eles entenderem que ela não estava bem enquanto lutava contra a depressão. A cantora de 25 anos também contou que não conseguia continuar porque sentia que, se as pessoas a pressionassem para continuar fazendo música naquele momento, ela iria se destruir.

As pessoas sempre me puxavam para a esquerda e para a direita, tipo, ‘Volte para o estúdio.’ E meus fãs, eu senti que, de certa forma, os decepcionei. Mas eles entenderam porque eu tinha que parar completamente” disse Dinah. “Sou grato por aqueles tempos difíceis. Sou grato pelos relacionamentos que falharam em minha vida. Agradeço pelas coisas que não saíram como planejado porque elas me trouxeram até aqui, para entender melhor quem eu sou.”

Pra finalizar a entrevista que ela deu à People, Dinah revelou que atualmente está trabalhando em novas músicas e que em breve irá abrir sua própria gravadora, para gerenciar sua carreira e a de outros artistas iniciantes de descendência polinésia, assim como ela. Dinah ainda disse que se sente orgulhosa por ser a primeira mulher polinésia a fazer algo do tipo.

Eu quero dar essa plataforma para a próxima geração de crianças polinésias, já participei de muitos acampamentos de composição, mas o que eu estou participando agora (com pessoas polinésias) é realmente especial para mim porque sou eu e meu próprio pessoal, estou muito animado para explorar minha língua nativa, especialmente.

© 2023 - FebreTeen.com.br.